SEO – O Que Fazer Ao Mudar o Design De um Site


Há muitas razões para mudar o design de um site, desde melhorar sua usabilidade até passar por um grande rebrand (mudança de percepção de marca).

Infelizmente, muitas pessoas cometem o erro de ignorar os fatores técnicos de SEO que envolvem mudar o design de um site, e seus negócios sofrem como resultado disso.

Eu entendo que mudar o design de um site é um grande investimento, e se você seguir essas dicas ou obter a ajuda de um especialista técnico em SEO irá melhorar sua ROI a longo prazo.

Seja mudando para um novo domínio ou redesenhando seu próprio site, é importante preservar suas páginas da Web com tráfego mais alto, a fim de manter seus rankings orgânicos, autoridades de domínio, de páginas e funil de conversão.

Afinal, mudar o design de um site é um processo delicado.

Por exemplo, deixar de colocar os redirecionamentos 301 adequados para URLs antigas pode prejudicar seus links imediata, e criar um site responsivo é mais importante do que nunca.

Naturalmente, nenhum negócio já foi escalado por estar com muito medo de um pequeno risco.

Assim, siga estas minhas dicas abaixo para descobrir estratégias e ferramentas que ajudarão você a migrar ou atualizar com sucesso um website existente.

O Que Fazer Ao Mudar o Design De um Site

Pré design

Antes de mudar o design de um site, decida que aspectos do site antigo você deseja alterar.

Independentemente do seu objetivo, todas as páginas da Web desempenham um papel importante em sua arquitetura de informações e classificação orgânica.

Realize uma auditoria do seu site existente para determinar quais páginas da Web mantêm alta autoridade de domínio, coletam tráfego, estimulam leads e se ajustam ao foco da sua palavra-chave.

O Screaming Frog é uma das melhores ferramentas do mercado para analisar elementos no site e sua estrutura de linkagem interna.

Além de avaliar os KPIs de cada página da Web, é importante monitorar muitos dos fatores no seu site que afetam a indexação e a experiência do usuário.

Em minhas consultorias de SEO, normalmente abordo essas preocupações abaixo no site do cliente, quando ajudamos ele a decidir quais páginas da Web devem ser preservadas, descartadas ou corrigidas para o relançamento:

  • Há algum elemento de meta tag / cabeçalho faltando, duplicado ou incorreto?
  • O site possui redirecionamentos 301 existentes? Preciso direcionar para a nova URL?
  • Há algum link quebrado presente na estrutura de links internos?
  • A canonização está presente e ok?
  • Existe algum conteúdo duplicado?
  • As páginas da web estão otimizadas para velocidade?
  • As imagens estão devidamente compactadas / redimensionadas?
  • As minhas imagens contêm texto alternativo para indexação?

Esta lista de verificação é usada se o ciente que mudar o design de um site, para auditar antes do relançamento.

Depois de verificar esses erros, você deve considerar a análise manual do sitemap XML para descobrir quais páginas da Web estão sendo impedidas de indexação por um arquivo robots.txt.

Por fim, analise sua estrutura de URL para conteúdo duplicado, bem como otimização de palavras-chave.

O ideal também é manter sua conta existente do Google Analytics para preservar seus dados históricos.

Se seu website estiver migrando para um novo domínio ou se você estiver migrando seu conteúdo para novas URLs, seu website poderá sofrer consequências orgânicas de curto prazo como:

  • Perda no tráfego orgânico;
  • Perda em rankeamentoss orgânicos;
  • Perda em vendas / conversões orgânicas;
  • Perda em taxas de indexação em todo o site.

* Entenda que esses problemas podem ser de longo prazo, mas podem ser aliviados ao indexar seu site o mais rápido possível, enviando um sitemap XML atualizado diretamente ao Google por meio do Search Console.

Movendo-se para um novo domínio?

Se você estiver mudando para um novo domínio, seu website poderá sofrer problemas orgânicos ampliados decorrentes da mudança, pois sabemos que p Google mantém a idade do domínio como um importante fator de classificação para novos domínios.

Então saiba que mesmo com uma estratégia adequada de redirecionamento 301 a partir de um site de grande autoridade, o retorno do seu site a uma classificação orgânica alta pode levar mais de seis meses para acontecer.

É também importante otimizar sua nova estrutura de URLs com as palavras-chave adequadas, pois é sabido que os usuários exibem viés de domínio, ou a propensão a clicar em URLs com a palavra-chave de correspondência exata no texto âncora.

Auditoria de links

Preservar o valor dos links do seu site por meio de uma migração de sites é fundamental para manter um alto nível orgânico quando você pensa em mudar o design de um site.

Realize uma auditoria de link de entrada para determinar quais páginas da Web devem ser recuperadas durante o processo de migração ou replanejamento.

Crie uma planilha do excel para classificar suas páginas da Web mais importantes por autoridade de página e relevância de link.

Lembre-se de que os links diretos transmitem mais “juice” do que os links de redirecionamento, portanto, a redução de um redirecionamento 301 existente para novos URLs diminui a perda de autoridade da migração de um site.

Sem contar que eles também apresentam uma maior experiência do usuário.

Se você comprar um URL ou domínio de outro webmaster, analise o perfil dela para determinar como sua autoridade afetará a autoridade do seu site.

Por fim, antes de começar a mudar o design de um site e planejar o lançamento do seu website, é essencial que você proteja seu site com senha durante o estágio de desenvolvimento.

Além disso, insira links nofollow ou um arquivo robots.txt corretamente configurado para impedir que os mecanismos de pesquisa indexem seu website antes que ele esteja pronto para ser iniciado.

Redesenhar

Redirecionamentos 301 – Tarefas a Fazer

Em seguida, começamos a reprojetar o website.

Depois de você otimizar a estrutura HTML ou comprar e configurar seu novo domínio com sucesso, devemos transferir todo o conteúdo antigo para o novo site.

Para realizar essa tarefa crítica, muitos webmasters simplesmente copiam e colam o conteúdo antigo em seu novo site de teste.

Para direcionar os usuários para seu novo URL e reter todos os KPIs de seu conteúdo existente, colocamos redirecionamentos 301 nessas páginas antigas e apontamos para suas novas páginas de conteúdo.

Idealmente, manter a mesma estrutura de URL economizará tempo e dinheiro e, em geral, é mais seguro.

No entanto, se você estiver migrando para um novo domínio, deverá redirecionar cada página da Web uma por uma, para proteger a experiência do usuário e evitar links quebrados.

Use o kit de ferramentas da web do Google para garantir que todos os links internos sejam redirecionados corretamente.

Embora você talvez não queira transferir todo o conteúdo antigo, o ideal seria simplesmente copiar e otimizar essas páginas da Web para que você não perca nenhum valor do seu link, ao dar erro em uma página da Web que tenha um link valioso para a sua.

Você pode usar o SEMRush, o Open Site Explorer da MOZ ou o Majestic SEO Tools para executar uma análise de links externos e verificar seu portfólio de links existente.

Priorize as páginas da Web que contêm os links mais relevantes e certifique-se de migrá-los adequadamente para uma nova URL, se for o caso.

Considere que cada uma das suas páginas antigas pode ter desempenhado um papel importante na indexação e na classificação de palavras-chave, por isso, inicialmente, o ideal É transferir todas as páginas da web por enquanto.

* Será difícil determinar o efeito de remover uma página de conteúdo da sua arquitetura de informações até você começar a ter de volta seus KPIs orgânicos.

Ao reformular sua estrutura de URL, coloque palavra-chave específicas (e suas variações semânticas) como texto âncora em seus links internos, para ajudar a indexar e classificar suas novas páginas da web para termos de uso em pesquisas de usuários.

Mesmo que você não crie uma nova página da web para o conteúdo existente ao mudar o design de um site, coloque um redirecionamento 301 em cada página que seja relevante para o tópico em si. Isso garantirá que você mantenha uma boa experiência do usuário.

Aliás, sei que você deseja manter uma estrutura de redirecionamento 301 da página A para a B.

Aponte todos os redirecionamentos 301 existentes, de um arquivo anterior, para o novo website a partir da origem dae URL original.

Considere criar regras que aproveitem curingas e expressões regulares, ao contrário da migração de URLs individuais usando o arquivo de configuração .htaccess.

Você também deve se certificar de que seus redirecionamentos 301 não sejam transferidos acidentalmente para redirecionamentos 302.

Erros 404

O que acontece se você excluir uma página antiga? A URL desaparece no ar?

Pelo contrário, esta ação cria o que é conhecido como uma página de erro 404.

Infelizmente, os erros 404 são um resultado inevitável de migrar ou mudar o design de um site.

Esses erros podem ocorrer de links quebrados ou até mesmo de uma pesquisa na barra de pesquisa.

Crie uma página de erro 404 personalizada com links para sua página inicial e outras páginas internas valiosas.

Em um TechCrunch passado, o Neil Patel falou sobre como ele usava páginas de erro 404 para criar links internos gerados automaticamente para até 50 páginas da web, o que aumentava muito a taxa de indexação de seu website.

Realize uma análise de links de entrada para descobrir links quebrados em seu site, e personalize sua página de erro 404 com uma mensagem criativa e exclusiva.

Uma página de erro 404 personalizada pode ser muito valiosa para sua campanha de SEO porque:

  • Aumenta o tempo de permanência
  • Reduz as taxas de rejeição
  • Aumenta a taxa de indexação
  • Aumenta as vendas / conversões a longo prazo
  • Aumente a UX (User eXperience, ou experiência do usuário) no seu website

Atualizar o novo sitemap

Ao mudar o design de um site, é importante atualizar seu sitemap com suas novas URLs para aumentar a taxa de indexação de seu website.

Um bom sitemap também fornecerá uma valiosa experiência ao usuário.

Convém descontinuar as URLs antigas ao longo do tempo, depois de avaliar como elas se encaixam na sua arquitetura de informações.

Então, não se esqueça de enviar seu sitemap por meio do Google Search Console e colocá-lo em seu arquivo robots.txt.

Outras Considerações

Mantenha todo o conteúdo, metatags, cabeçalhos e imagens intactos durante o processo de transição para que seu novo site seja facilmente indexado e classificado.

Otimize sua marcação de esquema para cada página da Web, e mantenha uma estrutura adequada de URLs otimizadas para palavras-chave.

Outra boa dica ao migrar para um novo domínio é: Não vá de uma vez só, e pense em experimentar pequenas alterações usando um subdomínio ou subpasta e analisar os efeitos.

Se você estiver integrando um CMS ao seu website, é importante fazer sua pesquisa primeiro.

Realize uma auditoria em websites que usam ativamente o CMS e conversem diretamente com clientes para ver como o CMS afetou o redesenho do site e os KPIs orgânicos.

Lembre-se, uma linha de código, seja a introdução de um CMS ou uma atualização para JavaScript, poderá ter conseqüências potencialmente devastadoras para o seu SEO.

Auditoria do site
Então, você teve sucesso ao mudar o design de um site e migrar todas as suas páginas  para o novo site, e até mesmo instalou seu código corretamente: o que vem a seguir?

A etapa final é auditar o novo site para verificar se há rachaduras e brechas.

Abaixo, vou copiar a lista mencionada anteriormente e adicionar algumas outras preocupações com seu site que você deve monitorar:

  • Há algum elemento de meta tag / cabeçalho faltando, duplicado ou incorreto?
  • O site possui redirecionamentos 301 existentes? Preciso direcionar para a nova URL?
  • Há algum link quebrado presente na estrutura de links internos?
  • A canonização está presente e ok?
  • Existe algum conteúdo duplicado?
  • As páginas da web estão otimizadas para velocidade?
  • As imagens estão devidamente compactadas / redimensionadas?
  • As minhas imagens contêm texto alternativo para indexação?
  • Houve alguma perda de links ou autoridade da página durante a transição?
  • O Google Analytics, Google Webmaster Tools e o Search Console foram instalados corretamente?
  • Eu removi os noindex, nofollow ou robots.txt das URLs corretas?
  • As barras laterais, os menus suspensos e as páginas de destino podem ser rastreadas?
  • Quais páginas estão sendo indexadas pelo Google e com que frequência?
  • Qual é a velocidade do meu site?

O Raven Tools, o SEMRush ou o Majestic SEO Tools ajudarão você a auditar seu site em busca de links quebrados e muitos dos elementos do site que afetam seus KPIs orgânicos.

Use também o teste de velocidade do Google para analisar a velocidade e o desempenho do website reformulado.

Desenvolva suas principais páginas de conteúdo e avalie qual conteúdo era importante anteriormente para sua arquitetura de informações, bem como o pré-lançamento do tráfego e como isso afetou o tráfego pós-lançamento, pois ele estava ausente do seu website.

Eu recomendo um soft-launch para ver se a estrutura geral do seu site é mantida no lugar.

Se for bem-sucedido, o próximo passo será criar conteúdo para complementar sua pesquisa de palavras-chave e com o SEO feito, ampliar ainda mais seus negócios.

Última Dica :

Compartilhe esse posts se você gostou, siga nossas mídias sociais para receber mais conteúdo relevante e deixe abaixo seu comentário, sua pergunta e diga se lhe ajudou esse post sobre SEO – O Que Fazer Ao Mudar o Design De um Site !

Ficou curioso ? Leia mais sobre SEO no meu blog.

Fonte : https://lseo.com/seo-factors-website-redesign/


Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: